CAMPANHA 21 Dias | Incomparável Alegria, na Terra e no Céu – Dia 21

“Eu digo que, da mesma forma, haverá mais alegria no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não precisam arrepender- se”. (Lucas 15.7)

Você daria uma festa para um desconhecido? Ou quem sabe para uma pessoa marginalizada pela sociedade? Na maioria das vezes, somos seletivos e algumas pessoas jamais entrariam na nossa lista de convidados nem na nossa casa. Ainda bem que Deus não vê como o homem. O Senhor não faz acepção de pessoas.

No início do capítulo 15 do Evangelho de Lucas, Jesus é duramente criticado pelos fariseus e escribas por receber os pecadores e os desprezados. Foi por isso que ele contou as três parábolas na sequência: a da ovelha perdida, a da moeda perdida e a do filho perdido. Três histórias para ilustrar que Deus se alegra quando uma pessoa, seja ela quem for e o que tenha feito, é recebida no Seu Reino. Um rebanho, sem a centésima ovelha, não seria o mesmo. Uma mulher, sem a décima moeda, não seria a mesma. Um pai, sem o filho que se perdeu, também não seria o mesmo. Os judeus precisavam entender que o amor de Deus é incondicional e destinado a todos.

Quando um pecador se arrepende, há festa no céu e o mesmo deve acontecer na terra. Quando uma pessoa reconhece Jesus como Senhor e Salvador ou se reconcilia, a alegria da igreja deve ser um reflexo do que acontece no céu, naquele exato momento.

Que esta campanha tenha despertado em todos nós o desejo de sermos e praticarmos um modelo de igreja em que cada crente experimente a incomparável alegria de trazer pessoas a Jesus Cristo e batizá-las.

ORAÇÃO: Pai, ajuda-me a se alegrar quando uma pessoa aceita Jesus como Senhor e Salvador. Que eu reconheça e valorize a salvação. Ajuda-me ainda a colocar em prática todos os ensinamentos adquiridos durante esta campanha. Em nome de Jesus, amém!

MOTIVOS DE ORAÇÃO: 

1. Ore pela repercussão desta campanha na vida da nossa igreja.

2. Que a proclamação do evangelho de Jesus Cristo se reflita em transformação de vidas e famílias.

3. Que sejamos proclamadores da salvação de Cristo Jesus, até que Ele volte!

Paulo Moura | Pastor de Famílias da Igreja do Recreio

CAMPANHA 21 Dias | JESUS, O SALVADOR – Dia 4

“E disseram à mulher: “Agora cremos não somente por causa do que você disse, pois nós mesmos o ouvimos e sabemos que este é realmente o Salvador do mundo”. (João 4.42)

Ao ser fortemente impactada com a mensagem de Jesus, a mulher samaritana voltou à sua cidade e anunciou alegremente o que tinha acontecido. Os demais samaritanos, ao ouvirem o testemunho que ela contou, tiveram a mesma experiência. Eles também conheceram Jesus, o Salvador do mundo.

O cristianismo é a religião da salvação. O Deus da Bíblia se manifestou para resgatar o seu povo da perdição eterna. A missão de Jesus foi uma missão de resgate e ela está incorporada ao seu próprio nome. Quando o anjo apareceu a José disse: “Ela (Maria) dará à luz um filho, e você deverá dar-lhe o nome de Jesus porque ele salvará o seu povo dos seus pecados” (Mt 1.21). Deus enviou seu filho como salvador do mundo (1 Jo 4.16). Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores (1 Tm 1.15). Quando salvou Zaqueu e toda a sua família, Jesus disse: “Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido” (Lc 19.10). Em Efésios 1.13, o evangelho é chamado “o evangelho da vossa salvação”. Paulo diz ainda em Romanos 1.16, que “o evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê”. 

Se não entendermos que as pessoas que estão conosco precisam ter uma experiência com Jesus e alcançar a salvação, para que serve a nossa fé? Se já alcançamos a salvação em Cristo, precisamos fazer todo o possível para que outros alcancem também. O céu é um lugar tão bom que o nosso desejo deve ser que os nossos familiares, parentes e amigos estejam lá conosco também. 

ORAÇÃO: Senhor, comprometo-me fazer o que estiver ao meu alcance para levar outras pessoas a Jesus. Perdoa as minhas omissões do passado e a falta de interesse em evangelizar. Daqui para frente será diferente. Ajuda-me a ganhar almas para Cristo! 

MOTIVOS DE ORAÇÃO: 

1. Para que cresçamos no desejo e na prática do evangelismo.

2. Para que em nossa igreja haja o real interesse pela evangelização.

3. Para que Deus coloque em cada um de nós paixão pelas almas.

Paulo Moura | Pastor de Famílias da Igreja do Recreio