CAMPANHA 21 Dias | “Quem crer e for batizado…” – Dia 15

“Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado”. (Marcos 16.16)

Em todos os empreendimentos na vida precisamos ter um objetivo e trabalharmos para atingi-lo. Não é diferente quando tratamos da evangelização: devemos buscar resultados. Há alguma coisa errada na vida do crente que não ganha pessoas para Jesus Cristo. A ordem clara do Senhor está contida no verso anterior ao acima transcrito: “Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas” (Marcos 16.15).

A sequência é esta: eu tenho o dever de pregar; o meu próximo ouve e tem o livre arbítrio de aceitar ou não; se ele crê no Senhor como Salvador de sua vida deve ser batizado (não crendo, a responsabilidade é dele e a consequência é a condenação eterna).

O batismo é uma etapa natural para testemunho aos outros de nossa transformação. Lembrem-se do episódio narrado no livro de Atos 8:26-40. Felipe foi levado pelo Espírito Santo a falar de Cristo ao eunuco etíope. Ele creu e foi imediatamente batizado mediante sua declaração de fé. Outro exemplo (Atos 16.29-34): o carcereiro de Filipos e sua família creram, foram salvos e depois batizados.

Comigo assim aconteceu. Por certo com você também. Conhecendo o Evangelho, que nos foi pregado ou testemunhado, cremos e fomos batizados, graças a Deus, por sua misericórdia e graça.

ORAÇÃO: Pai querido, que eu me deixe ser usado pelo teu Santo Espírito na propagação do Evangelho de Jesus Cristo, para que as pessoas a quem eu testemunhar venham a aceitá-lO como Salvador. Perdoa-me quando falho, Senhor.

MOTIVOS DE ORAÇÃO:

1. Que eu tenha sempre em mente que há uma ordem clara de pregar a Cristo.

2. Que eu seja intrépido na propagação do Evangelho.

3. Que, com alegria, veja os resultados através da conquista de almas para Jesus Cristo.

Joel Soares de Brito | Pastor de Capelanias e Intercessão da Igreja do Recreio

CAMPANHA 21 Dias | O ESPÍRITO SANTO COMO FORÇA PARA A EVANGELIZAÇÃO – Dia 3

“Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria, e até os confins da terra”. (Atos 1.8) 

Depois da morte e ressurreição de Jesus Cristo, o grande acontecimento no início da era cristã foi a ascenção do Senhor aos céus (Atos 1.1-11). Os apóstolos durante aqueles 40 dias entre um e outro recebiam orientações do Mestre. Foram dias para eles, eu diria, eletrizantes e de expectativa. Estavam perplexos com todos aqueles acontecimentos. O que viria depois? O que seria dos ensinos de Cristo?

No verso 11 há uma pergunta provocativa: “por que vocês estão olhando para o céu?” Não deveriam ficar ali contemplativos. O extraordinário fato da ascenção de Cristo, à vista de todos, o acontecimento em si, significava para eles (e para nós) esperança, consolo, convicção e despertamento. 

O versículo 8, acima transcrito, contém a promessa da descida do Espírito Santo, descrita logo em seguida no capítulo 2 do livro de Atos.

É o Espírito que nos impulsiona à evangelização porque:

• Sem o Espírito não há poder milagroso (dumamis);

• Sem poder não há testemunho eficaz;

• Sem testemunho não há avanço até os confins da terra;

• Sem tal avanço Cristo não voltará para estabelecer Seu reino.

A expansão da Igreja informada no livro de Atos acompanha a predição de Cristo. Jerusalém é evangelizada (Atos 1.12-7.60). Judeia e Samaria são atingidas (Atos 8.1-40). O Evangelho avança sem parar pelas terras gentias até Roma (Atos 9.1-28.31). E o Espírito Santo é o impulsionador desta expansão usando aqueles homens e mulheres alcançados pelo Evangelho Salvador de Jesus Cristo (leia Atos 4.8-12; 4.31; 5.32; 8.29 e 40; 9.31; 11.21; 13.2, etc.).

ORAÇÃO: Pai querido, agradeço-te: porque não nos deixastes órfãos; porque ao voltar aos céus enviaste o Espírito Santo para consolar-nos e dar-nos força e coragem para levar Cristo a todos os que dEle precisam. Perdoa-nos quando falhamos neste mister. Ajuda-nos na nossa fraqueza.

MOTIVOS DE ORAÇÃO:

1. Que a cada dia sejamos sensíveis a ação do Espírito Santo através de nós.

2. Que vivamos na plenitude do Espírito.

3. Que busquemos os não crentes para que sejam alcançados pelo Evangelho Salvador de Jesus Cristo.

Joel Soares de Brito | Pastor de Capelanias e Intercessão da Igreja do Recreio