DEVOCIONAL | Para Todo o Sempre

Foto por George Kedenburg III no Unsplash

E os quatro animais tinham, cada um seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir.. – Apocalipse 4:8

Tudo o que nós podemos ver e o que também não vemos está representado nos quatro seres viventes. Eles na verdade representam toda a criação do Senhor. Ao redor deles os vinte e quatro anciãos que representam nós os seres humanos. E em comum uma coisa: todos adoram continuamente ao SENHOR desde a eternidade.

Algo fantástico nessa passagem é entender que, toda vez que vivemos um momento de genuína adoração a Deus nós não iniciamos nada novo. Nós apenas nos juntamos a todo o universo em uma adoração contínua que existe desde a eternidade. Nos unimos a algo tão extraordinário e maior que nós mesmos. Algo que transcende o tempo e o espaço. É por isso que somos tomados muitas vezes por experiências num ato de adoração que são até mesmo difíceis de serem descritas. É a criatura se unindo a toda a criação em torno do seu Criador. 

Miquéias Lima

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s