Colheita

Portando, plante tua semente, regue a terra e vista-se da experiência adquirida entre a semente e o fruto para que o dia da tua colheita seja recebido como um troféu

140840080o

Hoje, quando acordei, vi trabalhadores do campo numa das tarefas mais simbólicas e belas da vida: o dia da colheita.

Um belo e vasto terreno coberto de abacaxis gura a pai- sagem de fundo da casa onde estou, então, pude contem- plar a olhos nus o apogeu da lei da semeadura, e também pude re etir, de alma despida, sincera, sobre o caminho percorrido até a colheita nossa de cada dia.

O que o abacaxi pode nos ensinar?

O abacaxi é fruto de uma bromélia. Sua suculência e doçu- ra o tornam uma das frutas mais apreciadas do país, mas não é um fruto fácil de se lidar. O nosso, daqui especial- mente, é de uma espécie que tem a coroa e a base (as folhas da bromélia) serrilhadas com pequenos espinhos, e estes cortam de verdade. Os trabalhadores dessa lavoura, portanto, usam calça e camisa compridas, botas e luvas para não se cortarem, e usar esse gurino para trabalhar sob o sol de nosso país tropical não é tarefa fácil. As calças são invertidas após algum tempo de uso – usa-se a parte de trás, que não sofreu rasgos ao passar pelas folhas es-

pinhosas, voltada para a frente –, a m de preservar a vida útil da peça. Como eu sei disso tudo!? É simples! Eu ja fui adubar abacaxi uma vez, quando era adolescente. Fui de bermuda e chinelos! Nunca esquecerei desse dia… Como minhas pernas ardiam na hora do banho! Naquele instante, eu aprendi a não menosprezar a experiência. Lembrei-me que, ao encontrar os outros trabalhadores, achei graça de usarem a calça ao contrário. Passou pela minha cabeça que aquilo poderia ser uma espécie de moda da roça, e eu, adolescente bocó, me senti ligeiramente superior. Eu en- tendi nalmente que o caminho percorrido após o plantio nos traz a experiência para lidar com a colheita. Depois do plantio tem o sol, tem a chuva, os espinhos, o tempo… Por isso, quem apenas ca olhando as nuvens não colhe (Ec 11.4).

Portando, plante tua semente, regue a terra e vista-se da experiência adquirida entre a semente e o fruto para que o dia da tua colheita seja recebido como um troféu.

Interessante o abacaxi trazer consigo uma coroa, não? “Seja el até a morte e lhe darei a coroa da vida” (Ap 2.10).

William Coutt

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s