Eu tenho coisas boas para você

sunset-summer-golden-hour-paul-filitchkin“Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro” (Jeremias 29.11).

Conta-se a história de uma mulher que ficou frustrada com seu marido logo nos primeiros anos do casamento. Ambos trabalhavam fora, mas ela fazia questão de preparar refeições deliciosas para eles comerem. Ela cozinhava os pratos com antecedência, caprichava no tempero e colocava cada opção em embalagens específicas para congelamento de alimentos, rotulando cuidadosamente os sacos em letras grandes: “Arroz, feijão e carne assada” ou “bife de contrafilé com legumes” ou então “macarrão com almôndegas” etc. Mas, quando ela ia perguntar ao marido o que ele queria para o jantar, ele nunca tomava uma decisão, não sabia ao certo o que queria comer. Então, já sem paciência, ela decidiu estocar no freezer os alimentos etiquetados exatamente conforme o “gosto do freguês”. Daquele dia em diante, ela preparou um novo conjunto de etiquetas, escritas assim: “ah, qualquer um”, “tanto faz”, “não sei”, “você quem sabe”, “eu não me importo”, “qualquer coisa”, “o que você achar melhor”.

No texto bíblico, destacado no início deste artigo, Deus diz que preparou coisas boas para o seu povo, porém, eles não levaram o relacionamento a sério, se distanciaram do Criador, preferindo desprezá-Lo. Os babilônios atacaram Jerusalém e levaram cerca de três mil prisioneiros. Jeremias, profeta de Deus, resolveu então enviar uma carta aos exilados, com três objetivos claros: 1) orientar os exilados para que se estabelecessem ali, mesmo em terra estranha, 2) a não darem nenhuma atenção aos falsos profetas locais, 3) lembrar que, mesmo durante o longo período de exílio (70 anos), o povo não deveria esquecer que Deus tinha um plano melhor para eles.

Você já sofreu com uma tragédia ou com uma mudança radical de planos em sua vida, que lhe trouxe prejuízos emocionais, materiais e até mesmo danos espirituais? Então, você pode entender o choque que aquelas pessoas experimentaram, pois tinham acabado de perder suas casas, seus sonhos e muitos de seus projetos naufragaram. O exílio seria o destino deles. No meio da miséria e do esquecimento eles corriam o risco de entrar em desespero. Os israelitas se viram tentados, em meio ao exílio, a buscarem ajuda extra e a deixaram de confiar no Senhor.

A Babilônia é um retrato do mundo em que vivemos. Há pessoas que tentam encontrar um substituto rápido e fácil para Deus. Tentam, a todo custo, se antecipar à ação divina e se precipitam nas decisões. Entender e praticar a vontade de Deus nem sempre é uma coisa fácil e por isso há a tentação de procurar outro lugar para a busca do conforto e da esperança. Muitas pessoas, em meio às lutas e aos exílios emocionais que se encontram, tentam atacar a Deus, se afastam da família, se aproximam do pecado e das más companhias. Quando enfrentam crises, perdas ou quando os seus sonhos acabam, simplesmente abandonam a fé, se rebelam, passam a praticar absurdos e em vão buscam preencher o vazio da alma das piores maneiras possíveis. Se isto acontecer com você, não se desespere nem perca o foco. Na dúvida, ouça e obedeça a voz de Deus. Agindo assim, você nunca se decepcionará. Não vale a pena pegar atalhos incertos. Há caminhos que ao homem parecem direito, mas o seu fim é a morte (Provérbios 14.12).

A Bíblia não nos engana com a falsa esperança de que todos os nossos problemas serão resolvidos num piscar de olhos. Deus nunca mente para nós. Ele disse aos israelitas que não estavam indo para um exílio rápido. A promessa de livramento se cumpriria, mas no tempo certo. Somente quando o povo restabelecesse o relacionamento fiel com Deus e o valorizasse, receberia então o cumprimento da promessa.

Talvez tenha chegado o tempo em que você está encontrando dificuldades, lutas, crises, perdas e você está exigindo de Deus uma resposta imediata e pronta, para tirá-lo logo dessa situação e isso nem sempre vai acontecer como você acha que deveria. E você vai começar a ter dúvidas em sua mente. Será que Deus ainda se importa comigo? Será que Ele sabe que estou aqui? Será que Ele se esqueceu de mim? Todas essas perguntas têm a seguinte resposta: “Eu tenho coisas boas para você, diz o Senhor. Sou eu que conheço os planos que tenho para você e esses planos são muito bons”.

O plano de Deus nem sempre é o que nós pensamos ou desejamos. A Bílbia diz, em Romanos 8.28, o seguinte: “Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito”. Deus trabalha em favor e para o bem daqueles que o amam. Se Ele fecha uma porta, abre outra. Se ele manda esperar, confie. Se ele não permitiu algo que você tanto queria, é porque tem outra coisa bem melhor. Você precisa ter a esperança de que as promessas de Deus em sua vida se tornarão realidade. Na verdade, toda a mensagem de Jeremias é que a palavra do Senhor sempre se torna realidade, cedo ou tarde, ela se cumprirá. Talvez a vida não esteja indo do jeito que você quer, então você precisa saber que é preciso esperar no Senhor e confiar sempre na Sua provisão. E nunca se esqueça: o que Ele faz sempre é o melhor.

José Paulo Moura Antunes

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s